Perder tempo é perder eternamente possibilidades novas de ser





Vivemos no tempo, e vivemos um tempo, e nem nos costumamos perguntar sobre o modo como nos “alimentamos” dele. Porque o tempo existe na nossa vida em função da nossa construção pessoal...
Vivemos no tempo e vivemos um tempo, para nos construirmos no tempo, e para construirmos o tempo. O tempo não pode ser simplesmente a sucessão de momentos que passam por nós. Isso significa um desperdício de vida!
O tempo tem que ser a dinâmica continuada da nossa construção pessoal, em que umas opções se realizam e abrem possibilidades a outros seguintes, e essas, ao realizarem-se, vão criar novas possibilidades de ser e optar, e assim sucessivamente. É a marcha do Homem em construção.
Não podemos perder tempo! Perder tempo é perder eternamente possibilidades novas de ser. Mas esta urgência de aproveitar o tempo, de não o perder, esta consciência de que ele não volta nem se repete, não pode ser vista numa perspectiva utilitarista, econômica ou carreirista!
Não, não… não tem nada a ver com o famoso “tempo é dinheiro”. Os que “não perdem tempo porque tempo é dinheiro”, estão a perdê-lo de maneira ainda mais escandalosa, porque estão a gastá-lo e a gastar-se em função de uma realidade que não nos constrói como pessoas.
Para mim, tempo não é dinheiro. “Tempo é possibilidade de ser!” Há que aproveitá-lo, por isso, não na tal perspectiva econômica, mas numa perspectiva Humanizante. Onde tudo tem lugar e espaço, mas o tempo não se investe no fazer pelo fazer, ou no ter pelo ter, mas no fazer e ter para SER!
No tempo estamos chamados a construir o que seremos eternamente. É agora o tempo da nossa construção. Nós o temos nas mãos! Temos “tempo” para tantas coisas… Tantas coisas “urgentes” exigem todos os dias o nosso tempo…
Aprendamos no dia-a-dia a sabedoria de Viver para Ser. Apostemos a nossa vida no que pode ser eternizado. Tudo o que “temos” faz parte do nosso cadáver. Só o que “somos” não é cadáver.
O SER é o único que na batalha com a irmã morte entra na luta sem sair a perder!
Por isso é importante construirmos… construirmos-nos! E o tempo é o espaço vital da nossa construção pessoal.





Veja o menu completo do Blog




Gostou? Aproveita e compartilha essa postagem no Google+, Facebook, etc. Se foi bom para você, talvez possa ser bom para mais pessoas...






Share Button


QUE BOM TER VOCÊ POR AQUI.
NÃO VÁ EMBORA AINDA.
TEMOS MAIS SUGESTÕES PARA VOCÊ



Comentários